Eu li, eu li, eu li! Resenha Literária: Tocando A Distância – Ian Curtis e Joy Division.

Se você gosta de ler sobre personalidades influentes ou apenas sobre a indústria musical em si, você vai curtir muito este livro. Mas, se você, assim como eu, além de tudo, é fã do Joy Divisionvai simplesmente pirar em Tocando A Distância!

O livro relata a vida do líder da banda, Ian Curtis, da sua infância, até o momento do seu suicídio, em 18 de Maio de 1980, sendo narrado por sua esposa Deborah Curtis. Não contém muitas informações sobre a infância, é apenas um relato básico, para entendermos que a personalidade forte de Ian o acompanha desde esta época, e não tem muita relação com o “show business” ou com um personagem criado para o público. Já o período da adolescência é bem mais detalhado – pois foi quando Deborah conheceu Ian -, assim como a trajetória da banda.

Descrição

A curta, genial e trágica trajetória de Ian Curtis, vocalista do Joy Division, faz parte daquelas grandes histórias do rock’n’roll. Viveu rápido, morreu jovem e virou mito.

Tocando a distância é o relato íntimo, aprofundado e fiel das duas personas do cantor, o mito e o homem, escrito pela única pessoa qualificada para essa missão: a sua viúva Deborah Curtis.

Reverenciado por seus colegas (“a voz sagrada de Ian Curtis”, disse certa vez Bono Vox, do U2) e idolatrado por seus fãs, Ian Curtis deixou um legado artístico formidável. Hipnotizante em cima do palco, mas introvertido e propenso a variações de humor na vida particular, Ian cometeu suicídio em 18 de maio de 1980.

Essa biografia mostra como Ian Curtis foi seduzido pela glória de uma morte prematura, mesmo com esposa, filha e o iminente sucesso internacional. Considerado o livro essencial sobre esse ícone da era pós-punk, o volume traz prefácios escritos por grandes nomes do jornalismo musical: o inglês Jon Savage e o brasileiro Kid Vinil. O premiado filme Control, de Anton Corbijn, foi baseado nesse livro. A obra ainda inclui todas as letras (algumas inéditas), escritos inacabados, fotos do arquivo pessoal de Deborah Curtis, discografia e a lista de shows do Joy Division.




A primeira parte do livro (verif. quantidade de páginas) é a biografia , narrada por Deborah Curtis. Já a segunda parte, possui algumas fotos, discografia, as letras das músicas e escritos diversos de Ian Curtis.

O que mais gostei é que possui algumas letras originais, e não a versão final, gravada pela banda. Logo de cara, temos a letra de Love Will Tear Us Apart – com a caligrafia de Ian -, “hit” do Joy Division e, devo admitir, uma das letras mais lindas que já tive o prazer de ler. Alguns fãs da banda dizem não curtir esta música, por ter se tornado uma espécie de “modinha”, mas eu não me importo com isso, e acho um pensamento bem banal, pra dizer a verdade. Essa música é incrível!

Naturalmente, o livro inteiro é o ponto de vista da Debbie. Tem ciúmes? Sim. Tem “draminhas” e brigas de casal? Claro! Mas, foi exatamente por isso que gostei tanto do livro. É a intimidade do casal e d banda – mais do casal – exposta em um livro. Não de forma vulgar, mas com um amor e admiração tão intensos, que você consegue sentir.
As páginas nos levam à cada momento da vida de Ian, para tentarmos entender o que ele sentia, e o que o levou à cometer suicídio. Honestamente, tive a impressão de que Debbie escreveu estas palavras não apenas para nós, mas também para que ela tentasse entender a batalha de sentimentos enfrentada por Ian. Os 3 últimos capítulos são os relatos mais tristes que já li, e ao mesmo tempo, os mais belos.

O último capítulo, sobre o mês de Maio de 1980 é extremamente forte e emocionante. Eu precisei de uma pausa de 20 minutinhos antes de finalizar a leitura, pois me emocionei a ponto de virar algo físico: minha garganta travou, sentia um aperto terrível no peito, e tive um pouco de tontura.


Este livro foi a base para o filme Control (2007) – que é ótimo, por sinal -, porém, bem mais rico em detalhes, claro. Inclusive, achei que o roteiro distorceu um pouco algumas situações, mas, não podemos esperar que uma adaptação seja realizada ao pé da letra. Porém, verdade seja dita, Sam Riley simplesmente arrebentou como Ian Curtis, não apenas na aparência, mas a interpretação foi absolutamente incrível! Assim como Joe Anderson, como Peter Hook! Mas, isso é assunto pra outra resenha =P

Em resumo, é uma leitura incrível e emocionante. Recomendo à todos que tiverem a oportunidade!

E vocês, alguém aí já leu a biografia, ou curte Joy Division? 😉

Smaaack ♥

Advertisements

Wish list: TOP 5 – Cosméticos.

Hey pessoas lindas!

Fato: sempre estamos de olho nos próximos produtos, né? Não importa se acabamos de comprar aquela base marota, um perfume delicioso e todos os livros lançados no mês… Porque, em seguida, já bate um desejo súbito por outros produtos.

Particularmente, adoro acompanhar esse tipo de listas, porque conheço vários produtos através delas! E, sendo A Louca das Listas (prazer!), vim compartilhar a minha com vocês! Vou publicar por categoria (hahaha, sim, são várias), e conforme adquirir o produto, eu faço a resenha, e atualizo o blog.

A primeira categoria é: COSMÉTICOS. Ah sim, uma das minhas maiores paixões.
Na real, a lista é bem maior (assim, MUITO maior mesmo!), porém, nesta tag vou listar apenas os 5 produtos que mais desejo!

Vou ser bem sincera: a paleta da M.A.C. é um desejo de colecionador, apenas! Eu olho e fico chorando aqui! Meu coração enche de amor a cada vislumbre dessa paleta, hahahahaha! E, da mesma marca, o queridinho Soft and Gentle, que está na minha lista há meses, e ainda não comprei porque tenho uns 7 iluminadores na prateleira (e é um produto que dura horrooooores, então, me seguro, porque o preço é um pouco salgado, né)! Mas, ele é lindo a ponto de causar dor! E no último mês, não sei porque, minha paixão e desejo voltou com força, então, não sei quanto tempo posso resistir, hahaha!

A base da Guerlain é de doer o coração, e principalmente o bolso! Eu não tenho muitas bases, pois costumo manter apenas uma com cobertura leve/média, para usar durante o dia em algumas ocasiões, e uma de cobertura alta, para usar à noite (no dia-a-dia uso o BB Cream da L’Oreál). A minha base de cobertura alta está acabando e eu estava de olho na Diorskin Nude, porque todas as pessoas com pele mista à oleosa dizem que é a melhor opção, porém, fiz um teste e achei o acabamento dela muito sequinho, o que é ótimo pra pele bem oleosa, mas eu gosto de um acabamento com um toque mais natural, com viço mais iluminado. Então, procurei e procurei, e achei uma resenha da Lingerie de Peau Invisible Skin e me apaixonei, pois tem a cobertura e o acabamento que eu procuro, e eu sempre quis testar algum produto da Guerlain. O preço é salgadíssimo, mas eu acredito que sempre vale a pena investir em produtos para a pele, pois se ela estiver com um acabamento bonito, qualquer make que você escolha, vira uma super produção, mesmo que seja apenas um batom nude e um rímel.

Eu faço coloração constante nos fios. Meu cabelo natural é louro, mas, no momento, estou ruiva, e o Sol, infelizmente, é um dos piores inimigos do cabelo colorido. Este fluído solar reparador da Natura é um protetor, e eu sempre utilizo esses produtos para ajudar a manter o cabelo saudável no verão, e a cor bonita por mais tempo.

E, finalmente, o First Snow, da Lush, porque eu amo brilhar, HAHA! Simples assim. Ele é um pó iluminador para espalhar no corpo e te deixar linda e cintilante! Inclusive, a minha lista completa tem quase todos os produtos da Lush! Gente, o que é essa marca? Só amor pela Lush ♥.

Esses são os 05 produtos que mais desejo, no momento – da categoria de cosméticos! Quais são os de vocês?

Smaaack ♥

Resenha: Clinique Kit 3 Passos – Pele 3 – Mista à Oleosa

Olá meninas, tudo bem?

Como nós amamos cuidados com a pele, achei bacana inaugurar a categoria “Resenhas” com este tópico!
Portanto, em primeiro lugar: prazer, meu nome é Patrícia, e eu vivo em um dilema com minha pele mista (que vira totalmente oleosa no virão e fica uóh!).

A minha pele é mista, o que significa que a área T sofre com oleosidade, e o restante é normal – porém, no inverno, se não cuidar direitinho, fico com a região da maçã do rosto ressecada. Vale ressaltar também que não tenho graves problemas com espinhas! As danadas costumam aparecer apenas quando durmo de maquiagem (shame on me!) ou como produtos muito gordurosos. Dito isso, vamos falar sobre o produto!


Da esquerda para a direita: sabonete líquido facial, loção e hidratante em gel. 

A Clinique possui 4 kits deste sistema, sendo um para cada tipo de pele, que são: 1 – Muito Seca à Seca, 2 – Seca à Mista, 3 – Oleosa (o meu Kit é este!) e 4 – Muito Oleosa. E o tratamento funciona da seguinte maneira:

1° PASSO: Limpeza. 2° PASSO: Esfoliação. 3° PASSO: Hidratação.

Normalmente, enfrento o dilema: uso produtos para pele mista, e não dão conta de controlar a oleosidade / uso produtos para pele oleosa, controla a oleosidade da área T e resseca o restante do meu rosto. Então, resolvi investir no Sistema 3 – Pele Oleosa, e deu super certo!
Acima, são amostras na pele do sabonete (à esquerda) e do hidratante (à direita) – como a loção é líquida, não achei necessário uma amostra da minha pele molhada, haha!

clinique_produtosamostra
Vamos ao que interessa, o que achei dos produtos?
1° Passo – Limpeza: o sabonete é transparente, possui um cheiro suave e rende MUITO, mas muito mesmo! Uma gotinha limpa o rosto inteiro, sem deixar à desejar! Ele tira até maquiagem, gente! Não resseca, limpa super bem, e após o uso você sente a pele macia como de bebê, juro!

2° Passo – Esfoliação: eu achei que o tônico possuía partículas que auxiliariam a esfoliação, mas não possui! A esfoliação é feita suavemente com o algodão embebido à esta loção. Você passa no rosto inteiro, em movimentos circulares – evitando a área dos olhos, porque mesmo sendo suave, irrita um pouco e os olhos começam a lacrimejar – e a loção ajuda a retirar o excesso de sebo e células mortas, preparando a pele pra receber a hidratação. Se sua pele já estava macia após o uso do sabonete, você vai deixar escorrer uma lágrima de emoção ao tocar a sua pele após o uso do segundo passo! Super lisinha e fresca!

3° Passo – Hidratação: eu sou apaixonada por este hidratante em gel há anos! Comprei por sugestão da Camila Coelho, em um vídeo sobre cuidados com a pele, e amei! É o primeiro hidratante em gel que testei e não deixou a minha pele melecada! Ele é absorvido muito bem – e muito rápido – pela pele. Se a pele continua macia? Veja bem, meu bem, –#aloucaporloshermanos – um lençol de seda ficaria com inveja!

E então, vocês me perguntam: e aí, Paty, controlou a oleosidade?
Após uma semana de uso, reduziu em 80% a oleosidade da minha pele. Gente, uma semana de uso! Juro! É pra amar, sim ou com certeza? CONCLUSÃO: Super aprovado! E pra provar que tira maquiagem, olha só:


Os batons matte da M.A.C. são super difíceis de tirar, e máscara à prova d’água, vamos ser sinceros, é o demônio em produto, e o sabonete dá conta! Na pele ainda ficou algum resquício de produto, mas não esfreguei muito, normalmente, sai tudinho do meu rosto. E, se sobrar meeesmo algo no rosto, sai no algodão, quando você está no 2° passo.

Quanto custa? Paguei R$ 109 realezas, e valeu cada centavo! O meu kit é o médio, que possui o sabonete com 50 ml, loção com 100 ml e hidratante com 30 ml. Existe a versão trial, por R$ 69 realezas, e no site eles falam sobre a versão full, por R$ 199 realezas, mas eu não encontrei à venda, honestamente.

Onde comprei: No site da Sephora. Chegou antes do prazo indicado (que eram 8 dias úteis, porém, recebi em 2), e de brinde, eles me enviaram a versão full do Dramatically Different Moisturizing Lotion, com 125 ml ♥ – que é a versão para pele seca à normal, porém, já testei e também funciona na pele mista, pois é absorvido super rápido pela pele, é só não pesar a mão na dosagem!

Vale o investimento? Com certeza! Parei de usar praticamente todos os outros produtos que usava na pele, mantive apenas o sabonete de glicerina (pela manhã, pois é bem suave) e o protetor solar, claro!

O produto rende? Dá uma olhada na primeira foto do post, com os 3 produtinhos! Agora chora de alegria: estou usando, diariamente, há 4 semanas! O sabonete só uso à noite, porém, a loção, uso de manhã também.

Meu próximo investimento, em produtos Clinique, será no Pore Refining Solutions Correcting Serum, porque meu segundo dilema são os poros dilatados e cravos, e já li ótimas resenhas sobre este sérum. O preço é salgado, são R$ 259 realezas por 50 ml de produto – BEM salgado! Do tipo que o Sam e o Dean usariam pra matar um demônio, de tanto sal -, mas, uso o Instant Perfector, da mesma linha, quando preciso fazer uma maquiagem mais elaborada, e ele é maravilhoso, então acho que não vou me decepcionar.

Espero que tenham gostado. Agora, me contem o que vocês usam nos cuidados com a pele!

Smaaack ♥

E quem é essa Patrícia Souza?

Olá 😉

Sendo este o primeiro post do blog, nada melhor do que criá-lo para me apresentar, certo? Certo.

Patrícia Souza, 28, Guarulhos, São Paulo, Brasil.

Sou apaixonada por cinema, e sim, meu sonho é atuar na área, sendo Direção e Direção de Arte os meus objetivos.

Amo escrever, e, como consequência dessa paixão por escrita, também sou uma leitora assídua de, basicamente, tudo! Amo ler livros, blogs, revistas, quadrinhos, fanzines, e até embalagem de shampoo – também compro mais livros do que consigo ler, mas isso é assunto pra outro post! -, hahaha!

Não sou a maior fã de livros em PDF, porque meu negócio é tocar e sentir aquele cheirinho único e delicioso, #booksniffer assumida! Mas estou fazendo o possível para me adaptar à era moderna e, inclusive, um e-reader faz parte da minha wish-list de Natal 😛

Sou a louca dos cosméticos e assumo esse vício! Maquiagem, cuidados com a pele e cabelo são uma terapia. Poucas coisas me fazem tão bem, quanto passar aquela máscara de argila marota e assistir a minha série favorita pela milésima vez ♥.

 

Por fim, criei este blog para compartilhar todas as minhas experiências com vocês. Aqui no Vertigo, vocês vão encontrar resenhas de cosméticos, livros, receitas e, dicas de filmes e até poemas e textos aleatórios e insanos, escritos por mim, que expressam um pouco sobre quem eu sou e o que sinto. Espero que gostem, e sejam bem-vindos!

Ah! E, por favor, podem me chamar de Paty 😉

Smack ♥